Entrar // Sobre // Equipe /
kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

sábado, 18 de janeiro de 2014

NOTAS DE UM VETERANO – O começo do fim

De todos os vestibulares quando você está dentro da Universidade, o que mais te afeta, sem dúvida, é o vestibular do seu último ano de curso. Você tem a consciência de que os calouros que estão entrando cheios de expectativas, sonhos e ilusões; estão também, lhe convidando para desocupar as cadeiras. É o ciclo natural das coisas. E você sabe que irá sair com mais perguntas do que respostas. Entenderá que a Universidade é um universo de possibilidades que poderá ampliar seus horizontes da mesma forma que poderá limitá-lo em absoluto. Resta saber o que você está querendo saber. A Universidade tem a presunção de querer “formar” pessoas. Desejo que a fôrma que a Universidade forma esteja sempre rachada! Para que ideias e pessoas não possam ser corrompidas e escapem pela rachadura em busca de infinitos espaços cognitivos. Que a bagagem de conhecimento nunca se restrinja as aulas e as ideias de nossos “formadores”. Que a Universidade um dia deixe suas metodologias de ensino pautadas em palavras de ordens como: Disciplinas e Provas. O prazer do conhecimento sendo medido e regrado por fórmulas matemáticas e conteúdos direcionados. Resta-me apenas um escarro: nojo! Suspeito que cada aluno seja um peça para o mercado. Nesse sentido somos realmente “formados”. Esta será a primeira das notas referentes ao último ano de curso de graduação. Pretendo escrever minhas últimas impressões desse universo louco e contraditório que é a Universidade partindo sempre da minha percepção.  Não deixe de ler as Notas de um calouro 2010. Ali narrei minhas primeiras impressões da Universidade quando ainda calouro do curso de Geografia da UFPA.

(Nota referente ao mês 01 do ano de 2014. Último ano de graduação do curso de Geografia da Universidade Federal do Pará.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Versos Rascunhos agradece sua visita. Volte outras vezes.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...