Entrar // Sobre // Equipe /
kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

domingo, 19 de abril de 2015

Literatura vira metódo de defesa de indígenas com destaque no mercado



Vanessa Aquino - Correio Braziliense

Mesmo com ameaças, a cultura dos povos indígenas brasileiros resiste também em forma de literatura. As histórias passadas de geração para geração, antes por meio da linguagem oral, agora são registradas por antropólogos e pelos próprios membros de diferentes etnias, que adotaram a escrita como importante meio de apresentar ao mundo a riqueza de mitos e tradições dos povos indígenas.
Entre os nomes mais famosos estão Daniel Mundukuru, Davi Kopenawa, Ailton Krenak, Carlos Tiago Haki’y, Eliane Potiguar, Ely Macuxi, Cristino Wapixana, Rony Wasiry Guará e Elias Yaguakãg. Alguns desses escritores se destacam no mercado editorial e são presença constante em feiras do livro pelo mundo, como aconteceu no Salão do Livro de Paris deste ano, quando o Brasil foi homenageado.
Daniel Munduruku, escritor indígena com 45 livros publicados, esteve no Salão de Paris e costuma ser presença garantida na maioria dos eventos do gênero, quando se discute cultura e literatura indígena em mesas e palestras. Nascido em uma pequena aldeia da etnia Munduruku — perto de Belém —, Daniel escreve livros voltados principalmente para as crianças. É um dos poucos nativos da geração que aprendeu a ler e usa a literatura para dar aos povos indígenas o seu lugar na história do Brasil e para lutar contra o preconceito do qual ainda são vítimas hoje.
------
Fonte: Correio Braziliense
Foto: Walter Rodrigues



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Versos Rascunhos agradece sua visita. Volte outras vezes.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...